spot_img

Treinamento Funcional: Atividade física voltada ao dia a dia

A prática de atividades físicas vem se popularizando não é de hoje. Com a maior parte das pessoas cientes da importância de uma vida ativa para o bem-estar físico e mental, exercícios físicos se tornaram uma rotina benéfica e bastante presente independente da faixa etária.

Antes a prática física era mais ligada à prática esportiva, sendo condicionada por ela como atividade profissional ou simplesmente como hobbie ou parte de tratamentos ligados à recuperação física, como natação, caminhada ou corrida, por exemplo.

Recentemente, porém, com o cotidiano corrido que muita gente tem, a prática de atividades físicas teve de ser adicionada à rotina de maneira mais prática. O advento das academias tem sido uma revolução, mas nem sempre estes locais oferecem o tipo de atividade física ligado às atividades do dia-a-dia.

Uma modalidade que está ganhando popularidade ao aliar exercícios físicos com foco na funcionalidade corriqueira do cotidiano é o treinamento funcional. Prática esta que apesar da recente notoriedade, existe já há bastante tempo, aprimorando a capacidade física de muita gente neste processo.

Origem do treinamento funcional?

O treinamento funcional é originário do método de reabilitação física do ramo da fisioterapia, voltado à recuperação física de pacientes que foram submetidos a lesões ou apresentam dificuldades motoras que atrapalham sua rotina.

Ele tem como base a presença de movimentos específicos nos exercícios que estimulam o desenvolvimento motor, interagindo com o corpo do paciente no sentido de reabilitá-lo a práticas diárias de carga física. Possuindo benefícios que diferem de outras propostas e modalidades de treinamento físico, como a musculação e a calistenia, melhorando o condicionamento físico de maneira geral.

De fácil adaptabilidade, o treinamento funcional atende a todo tipo de praticantes, independente de sua condição física, idade ou gênero, podendo ser modificado de acordo com a necessidade, em prol de um treino de maior completude, respeitando os limites do corpo de cada um.

Quais são os tipos de treinamento funcional?

De maneira básica, existem apenas dois tipos de treinamento funcional. Eles são determinados de acordo com a intensidade, sendo aplicadas ao contexto do praticante para possibilitar resultados e benefícios de acordo com o que o indivíduo está buscando. Idade, histórico físico e propósito também são bons indicadores para se o treinamento será de alta ou baixa intensidade.

Treinamento de alta intensidade:

Treinos de alta intensidade são mais voltados a indivíduos com alguma experiência em atividade física e com um condicionamento mais preparado para suportar a demanda exigidas pela rotina dos exercícios.

Ao trabalhar com maior intensidade, o corpo gasta mais energia em menor quantidade de tempo, o que torna o treino mais eficiente, favorecendo a oxigenação e o fluxo sanguíneo, o aumento da força muscular. A avaliação médica deve ser realizada com antecedência para garantir que o indivíduo está apto para se submeter ao treinamento.

Treinamento de baixa intensidade

Mais indicado para iniciantes ou pessoas que buscam recuperar ou manter a mobilidade motora, o treino de baixa intensidade pode ser tão benéfico quanto o de alta intensidade, sendo aplicado a propósitos de resistência física e recuperação muscular.

Sua vantagem é possuir no seu repertório de exercícios um baixo risco de lesões, contribuindo para menor desgaste muscular, que pode ajudar a evitar dores, câimbras e rigidez que podem atrapalhar a realização de futuros treinos. Também é útil na construção de resistência física que é vital para a recuperação de indivíduos com mobilidade afetada.

Ambos os tipos de treinamento funcional podem ser praticados pela mesma pessoa, alternando em sua rotina alta e baixa intensidade para promover ambos os benefícios dentro de um cronograma de treinamento físico.

Alguns benefícios do treinamento funcional

  • Adaptável às atividades do cotidiano
  • Baixo impacto físico reduzindo risco de lesões
  • Redutor de dores nas articulações
  • Desenvolve o aumento de memória muscular

Como é realizado o treinamento funcional?

O treinamento funcional é realizado a partir de exercícios que trabalham grupos musculares, aerobiose e condicionamento cardiovascular. Sendo, portanto, voltados a uma amplitude de resultados com foco em atividades funcionais cotidianas. Movimentos simples como puxar, estabilizar, levantar, empurrar, agachar, correr e pular, utilizando quase sempre o peso do próprio corpo como uma ferramenta.
Alguns objetos podem ser usados nos movimentos, como trampolins, faixas, elásticos, cones, halteres e cordas. Tudo isso com acompanhamento de um profissional da fisioterapia ou educação física para orientar na execução correta dos movimentos, permitindo que o praticante atinja os resultados e corrigindo postura e efetivação do exercício quando for necessário e promovendo informação necessária para a realização adequada do treinamento funcional.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

FIQUE CONECTADO

0FãsCurtir
3,706SeguidoresSeguir
20,600InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

MAIS RECENTES